• José Osterno

MEU NETO E O MAR



Meu neto foi, com a mãe e o pai, conhecer o mar.

Meu neto foi, feliz, conhecer o mar.

E, ao ver o mar, pela primeira vez, meu neto – ele é de poucas palavras – talvez tenha à mãe e ao pai dito, como alguém (cujo nome não lembro) já disse: “me ajudem a ver”.

Meu neto foi, a Pipa, conhecer o mar.

A beleza e o mistério do mar, que, com seu azul imenso, amedronta e fascina.

Meu neto foi – dei-lhe um beijo antes – conhecer o mar.

O mesmo mar de minha infância.

O mesmo mar de Iracema e Camões.


José Osterno

9 visualizações1 comentário